terça-feira, 26 de julho de 2016

O conflito e a fé


A definição de nós mesmos se estende como agua corrente que se esbarra em diversos obstáculos a procura de um caminho, como a agua livre de um temporal, todas as correntes elétricas, químicas e hormonais trilham um caminho de conflitos entre as diversas tempestades em nosso ser. Como o atrito que gera a energia, nossa existência psíquica emocional interage em uma intensa gradação na arena do nosso físico, gerando a energia de conflito que nos impulsiona para estarmos na ação construtiva de cada dia ou no ócio passivo e silencioso construtores de ideias e conflitos mentais.
Viver é preciso mais do que existir! Pois inconscientemente somos cobrados a interagir com um dia após o outro, vivendo em um caminho onde a esperança é o maior sinalizador da fé. Pois em cada universo das milhões de cabeças pensantes em seus limites de percepção ou de interação consigo mesmo e com o universo externo das aparências que sempre constrói a ideia de que tudo é igual, ficará sempre oculto, universo psíquico emocional de todos que contemplam do seu ponto de conflito interior a vida que se desenha em uma aquarela abstrata onde a vida de cada um é um universo inatingível, por mais externado e revelado.
Ao longo desta caminhada nós somos à base de um longo aprendizado, pois os conflitos que sentimos esteve na vida de gênios  que deixaram um legado na história pela materialização de suas ideias, como também na vida de anônimos mortais que trilharam as ruas despertando em cada dia com a necessidade de ter fé, para acreditar que em meio a corda bamba que buscam equilíbrio existe algo, que torne sua vida direcionada por uma razão, e assim trilhamos como a agua da chuva de um temporal a caminhada através de obstáculos internos e externos rumo ao curso para se encontrar consigo mesmo, este encontro acredito ser a maior conquista, talvez o maior legado que a fé aponta para algo que não possamos ver, mas que acreditamos sem nenhuma dúvida. Acredito que ai está a fé tão minúscula como um grão de mostarda, e com um poder de fazer a montanha dos nossos conflitos mover-se de lugar, e até mesmo nos tornamos semelhantes a um semideus capazes de realizar obras inacreditáveis que sem a fé seria impossível.

Por esta razão, e por tantas outras razões, se permita ver o próximo dia, mesmo que os conflitos de hoje sejam o maior temporal de sua vida.

Carlos Reis Agni

Nenhum comentário:

Postar um comentário